Pele oleosa: O que é e como cuidar

Você sabe reconhecer se possui pele oleosa e porque isso ocorre? E como controlar esta oleosidade para combater suas consequências, como cravos e espinhas? Se você tem dúvidas sobre este assunto, este post foi feito especialmente para você!

Como se forma a oleosidade da pele?

Para entender um pouco mais sobre a pele oleosa e o que faz com que ela seja assim, precisamos entender como e porque esta oleosidade é produzida pelo nosso corpo. 

A nossa pele está repleta de glândulas sebáceas, que são responsáveis pela produção de sebo, camada oleosa que atua na proteção da pele. Esta produção é mais comum na adolescência, devido a oscilações hormonais que aumentam a produção de testosterona, um hormônio estimulante das glândulas sebáceas. Isso também pode ocorrer na menopausa, pelo mesmo motivo.

Fatores que estimulam a produção de oleosidade

Como o sebo é uma camada protetora da pele, a sua remoção excessiva ou de maneira errada pode acarretar no aumento da produção do mesmo. Isso acontece pois, ao lavar o rosto muitas vezes ao dia, você remove essa camada de proteção. Logo, seu corpo entende que ele deve produzir mais sebo para compensar a sua retirada excessiva.

Também é comum deduzirmos que pele oleosa é sinônimo de pele hidratada, o que é um mito. A sua pele pode tornar-se oleosa por não obter a hidratação e nutrientes necessários, pois seu corpo entende que ela está fragilizada e precisa protegê-la ainda mais. E como ele faz isso? Produzindo sebo. O nome deste mecanismo é efeito rebote, e pode transformar muitas peles normais em oleosas.

Pele negra NÃO é sinônimo de pele oleosa

Outra dúvida muito comum é se a pele negra é naturalmente mais oleosa. Isso não é exatamente uma regra. Acontece que a pele negra possui características únicas, como a presença de glândulas sebáceas maiores. Este fator pode acarretar uma produção maior de sebo e, com isso, o aumento da oleosidade. Pode-se dizer, então, que a pele negra possui grande tendência à ser oleosa, mas isso nem sempre ocorre.

Regulando a oleosidade da pele

imagem de uma mulher lavando o rosto

Para lidar com o excesso de oleosidade, é importante utilizar produtos específicos para peles com estas características, evitando aumentar a formação de cravos e espinhas. Também recomenda-se a esfoliação facial pelo menos uma vez por semana, para eliminar profundamente as impurezas e desobstruir os poros. Inclusive, já ensinamos aqui uma receita caseira e barata de esfoliação facial utilizando café.
Fora a esfoliação facial uma vez por semana, lavar a pele apenas de manhã e a noite é a frequência ideal para não estimular ainda mais a produção de sebo. Para te ajudar neste processo, você pode optar por utilizar as esponjas de limpeza facial da linha inFace. Isso te impede de transferir sujeira das mãos para a face, caso elas não estejam bem limpas, além de possuir funções específicas no combate à oleosidade.

Esponja de limpeza facial inFace - Xiaomi

Apesar de ser indicada a todos os tipos de pele, as peles oleosas são as maiores beneficiadas. Isso porque ela traz tecnologia de pulsação sônica emitida através dos filamentos, que age desobstruindo profundamente os poros. Apesar da limpeza profunda, o controle da oleosidade é feito de maneira delicada, preservando a saúde do seu rosto.

Além disso, ainda ajuda a atenuar linhas de expressão já existentes e prevenir a formação de novas rugas. Para saber mais sobre o produto e seus benefícios clique aqui.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.